Conheça mais sobre os tipos de vedação vertical

Ao trabalhar com construção civil, uma das coisas que você precisa saber é quais são os tipos de vedação vertical. Essas estruturas são de extrema importância, uma vez que servem como proteção e suporte para a instalação da parte hidráulica e elétrica de uma obra.

É por meio da inserção dessas vedações que será possível impedir que agentes externos penetrem nos sistemas como, por exemplo insetos, poeiras, chuva e vento. Além disso, elas também tem o papel de servir como isolamento acústico e térmico, impedindo que ruídos acabem interferindo no conforto do ambiente.

Outro diferencial dos tipos de vedação vertical é que eles também evitam a propagação do fogo. Graças a resistência dos materiais eles evitam que as chamas de proliferem e até mesmo a produção de gases tóxicos por conta do calor.

Atualmente existem várias alternativas dentro do mercado, cada uma delas mais indicada para determinados tipos de edificações. Por conta disso é necessário estudar com cuidado as características de cada uma das opções para verificar a mais indicada para a sua obra

Conheça mais sobre os tipos de vedação vertical

Conheça mais sobre os tipos de vedação vertical

Quais são os tipos de vedação vertical mais populares?

Dentro da construção civil existem vários tipos de vedação vertical. Isso porque cada uma das alternativas tem uma série de diferenciais e características que as tornam mais adequadas para determinados tipos de projetos.

Abaixo iremos falar brevemente sobre os principais:

Paredes de Alvenaria

Um dos tipos de vedação vertical mais populares atualmente são as paredes de alvenaria. Esse sistema utiliza blocos ou tijolos que são unidos por cimento e argamassa para formar uma estrutura firme, rígida e durável.

Esse ainda é o sistema mais comum dentro da construção civil por conta da facilidade do processo construtivo, e a mão de obra mais barata.

Paredes maciças moldadas no local

Esse é mais um dos tipos de vedação vertical comuns no setor de construção civil. Nesse sistema, as paredes maciças são moldadas in loco. Ou seja, diretamente no canteiro de obras.

Um dos principais diferenciais é a possibilidade de construir layouts diferenciados. Entretanto, é necessário profissionais mais especializados para a execução dessa alternativa. Outro diferencial das paredes maciças in loco é que também é possível usar diferentes materiais.

Paredes Maciças pré-fabricadas

Entre os tipos de vedação vertical também podemos citar as paredes pré-fabricadas. Elas são construídas através de processos industriais, o que as tornam mais precisas e econômicas.

Essa alternativa tem se tornado cada vez mais buscada, justamente pelo fato de diminuir os custos totais da obra e não exigir mão de obra especializada.

Drywall

O Drywall é um dos tipos de vedação vertical que tem conquistado espaço no setor brasileiro de construção civil. Essa estrutura é bastante popular nos Estados Unidos por conta das vantagens que ela oferece, como isolamento acústico e térmico e custo-benefício.

O Drywall consiste, basicamente, em chamas de gesso acartonado que são fixadas em uma estrutura de aço galvanizado. As paredes podem ser preenchidas com diferentes tipos de materiais, dependendo das necessidades do projeto, mas de maneira geral, é utilizada a fibra de vidro.

Como escolher a melhor vedação vertical para o seu projeto?

Para que o seu projeto seja executado de maneira correta e segura, é preciso cuidado ao escolher entre os vários tipos de vedação vertical. Isso porque cada um deles é mais indicado para determinadas obras.

Muitos profissionais tendem a escolher o mais barato, o que é errado. O preço nunca deve ser o fator decisivo, principalmente se tiver muito abaixo do que é praticado no mercado. Ele pode indicar má qualidade dos materiais, e oferecer riscos para o projeto.

Por isso, ao escolher entre os tipos de vedação vertical, sempre fique atento a alguns pontos:

Necessidades

O primeiro item da sua lista sempre deve ser as necessidades do projeto Lembre-se que ela precisa ser adequada as suas demandas, uma vez que exige um investimento bastante alto. Não adianta escolher uma opção só por ser mais barata. Faça uma lista completa das demandas e então vá comparando com cada alternativa.

Aspectos construtivos

Os aspectos construtivos nada mais são do que os elementos que definem cada um dos tipos de vedação vertical. São os diferenciais de cada um que mostram qual a melhor opção.

Você precisará avaliar: a necessidade de utilização de equipamentos especiais, mão de obra, facilidade de montagem, rapidez na execução e produtividade dentro do canteiro de obra.

Avaliando esses pontos será mais fácil escolher entre as opções.

Manutenção

Outro elemento que você não pode deixar de lado ao analisar os tipos de vedação vertical é a manutenção. Verifique se a parede poderá ser removida caso haja necessidade, e se é fácil abrir espaços para modificar algo do sistema hidráulico ou elétrico.

Se a manutenção da estrutura for muito difícil, ou exigir que ela seja inteiramente destruída e depois reconstruída, é melhor buscar outra alternativa.

Durabilidade

Por fim, o último item que não pode faltar na sua lista de avaliação é a durabilidade da vedação vertical. Esse tipo de estrutura estará exposta a todos os tipos de agentes externos, como chuva, sol e vento. Logo, ela precisa ser resistente para conseguir durar mais e evitar reformas com periodicidade.

Quanto custa para fazer a vedação vertical?

O valor para a construção varia conforme os tipos de vedação vertical. De maneira geral, as estruturas feitas de drywall são bem mais baratas, uma vez que os materiais utilizados tem um custo menor e o processo construtivo é mais simples.

As pré-fabricadas também tem um excelente custo-benefício, levando em conta que a durabilidade é maior. Mas, em alguns casos as paredes maciças in loco podem ser a melhor opção, mesmo sendo mais caras, pelo fato de poderem atender layouts diferenciados.

O ideal é sempre pesquisar com calma os tipos de vedação vertical, bem como os materiais e custo de mão de obra. Além disso, nunca se esqueça de contar com o auxílio de um engenheiro civil ou arquiteto para garantir a segurança do seu projeto.

Quer mais dicas sobre construção civil? Então aproveite para nos seguir nas redes sociais e também deixe o seu comentário.

Erro › WordPress

Há um erro crítico no seu site.

Aprenda mais sobre depuração no WordPress.